Peugeot 208 Active Pack atrai pelo acabamento inovador

Por Tercio Braga
Pegeout 208 | Divulgação Pegeout 208 | Divulgação

Hoje em dia o visual custa caro. Esta é a melhor definição para o novo Peugeot 208 Active Pack, o novo compacto da montadora francesa que já está à venda no Brasil e que difere da última versão pelo acabamento. Ainda que tenha ficado mais bem desenhado, o preço é salgado, custando R$ 42.990 – a versão antiga, denominada de Active, custa R$ 39.900. Entretanto, mesmo com o valor elevado, o automóvel vem com uma série de novos itens, além da inovadora roupagem no acabamento, que promete fisgar os consumidores brasileiros.

Talvez a principal mudança fique por conta da nova central multimídia touch-screen que permite uma conectividade intuitiva, integrando um bom sistema de navegação GPS, aliado à possibilidade de poder controlar o rádio, ler arquivos de música por USB e, ainda, visualizar fotografias, além de monitorar o acendimento automático dos faróis, data e unidades de medida de consumo, tudo pela central.

Fora isso, o 208 Active Pack ainda chega ao consumidor dotado de faróis dianteiros de neblina, rodas de 15 polegadas em liga leve, retrovisores externos com ajuste elétrico e volante multifuncional revestido em couro. O volante, aliás, é um dos pontos altos da nova versão, já que tem dimensões reduzidas em 10% em relação ao 207, com 37 cm de altura, tendo uma base achatada e em posição mais baixa. A intenção da montadora, com isso, é vender um conceito de otimização da condução do veículo, possibilitando que o motorista leia as informações do painel por cima do volante.

Tudo isso, equipado de um motor 1.5L 8V Flex, que gera até 93 cv de potência máxima a 5.500 rpm quando abastecido com etanol – o Active Pack se junta as outras versões do 208 da Peugeot, como Active, Allure e Griffe.

Com três anos de garantia oferecidos pela fábrica, o novo compacto da montadora francesa conta ainda com um novo ar-condicionado, computador de bordo, direção elétrica progressiva, airbag duplo, freios ABS e lanternas com luzes em LED.

Por fim, pensando em tirar aquele estigma incutido na cabeça de muitos consumidores brasileiros que a manutenção de um Peugeot é cara demais, a montadora francesa faz questão de frisar que o Peugeot 208 está posicionado entre os três melhores índices de reparabilidade de sua categoria no CAR Group, estudo promovido pelo CESVI Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária). Ou seja, isso significa que o compacto tem um dos custos mais baixos de reparo do mercado. Uma boa saída para justificar o preço salgado.

Loading...
Revisa el siguiente artículo