Restaurantes de São Paulo poderão abrir até as 22h em regiões na fase amarela

Medida valerá no estado a partir desta quinta-feira, 6 de agosto

Por Metro Jornal

O governo de São Paulo anunciou em coletiva de imprensa realizada no início da tarde desta quarta-feira (5) que restaurantes, bares e outros estabelecimentos de serviços alimentícios poderão manter as portas abertas até as 22h, dentro ainda do limite de seis horas de funcionamento diários. A decisão vale a partir desta quinta-feira (6).

A medida vale apenas para regiões que se mantiveram dentro da fase amarela, a terceira do Plano São Paulo de flexibilização, nas últimas duas semanas. Até então, bares e restaurantes poderiam abrir para atendimento presencial apenas até as 17h.

Leia mais:
São Paulo tem 9,6 mil novos casos de covid-19; veja balanço de quarta
ONU pede reabertura das escolas para evitar ‘catástrofe geracional’

Segundo o governador paulista, João Doria (PSDB), cada estabelecimento vai determinar de que maneira esse horário de funcionamento será, podendo ser fracionado durante diferentes períodos, respeitando o limite de seis horas.

As normas de limpeza, higiene e distanciamento social, no entanto, continuam as mesmas, sendo proibido o atendimento de clientes em pé e a obrigatoriedade de máscaras, que deverão ser retiradas pelos clientes apenas enquanto estiverem se alimentando. A capacidade de lotação também não deve exceder os 40%.

Segundo números do governo, o estado de São Paulo tem 200 mil bares e restaurantes, que empregam cerca de 800 mil pessoas.

Loading...
Revisa el siguiente artículo