Fábrica de Cultura abre neste ano, dizem estado e prefeitura de São Bernardo

Por Cadu Proieti - Metro ABC

Aquela imensa caixa de concreto que está abandonada desde 2016 no coração de São Bernardo agora tem nova data para ter, enfim, funcionalidade. Na tarde de quinta-feira (7), o prefeito Orlando Morando (PSDB) e o secretário estadual da Cultura, Sérgio Sá Leitão, disseram que a Fábrica de Cultura do município deve ser inaugurada no fim deste ano no local, que foi projetado para abrigar o Museu do Trabalho e do Trabalhador.

A construção do prédio começou em 2012, idealizada pelo então chefe do Executivo Luiz Marinho (PT). A promessa era entregar o equipamento um ano depois. No entanto, as obras se arrastaram. Elas foram paralisadas entre 2015 e 2016, retomadas e novamente brecadas em 13 de dezembro de 2016, quando a Operação Hefesta, parceria entre a PF (Polícia Federal) e MPF (Ministério Público Federal), denunciou possível esquema de corrupção na construção para beneficiar empresários e agentes públicos. Desde então, o projeto foi embargado pela Justiça.

Leia mais:
Rivais enviam mensagens de solidariedade ao Flamengo após incêndio em CT
Ladrões se passam por camelôs para assaltar motoristas na marginal Pinheiros

O que impede a retomada dos serviços, de acordo com Morando, é um segundo laudo pericial da PF. O prefeito disse ontem, em visita ao edifício junto a Sá Leitão, que irá se reunir hoje com a promotora do caso para discutir a liberação do local para obras e saber se o documento que falta já foi emitido.

“Nossa equipe de obras já está preparando o edital com base no projeto que existia para que possamos contratar o término da obra. A Justiça autorizando, imediatamente iremos abrir a licitação para concluir o paisagismo e fechamento com vidros”, afirmou Morando. Segundo ele, há R$ 4 milhões disponíveis no orçamento deste ano para as intervenções.

ABC não terá outra unidade

O secretário estadual da Cultura, Sérgio Sá Leitão, afirmou, após a visita ao que era para ser o Museu do Trabalho e do Trabalhador, que o estado não tem planos no momento para construção de uma outra Fábrica de Cultura no ABC.

“Este é um ano em que estamos dedicados a arrumar a casa, reequilibrar as finanças do estado e a colocar em andamento tudo aquilo que estava parado. Nosso foco atual é nisso. É muito provável que a única Fábrica de Cultura nova neste ano seja essa de São Bernardo”, disse o chefe da pasta estadual.

A única unidade do tipo na região fica em Diadema e foi inaugurada em novembro do ano passado, mas ainda está em fase de instalação.
Apesar de ser um equipamento estadual, a unidade de São Bernardo deve atender somente a população do município, disse Sá Leitão.

Segundo ele, o equipamento vai ter capacidade para matricular 2 mil alunos por ano. “Demanda facilmente absorvida pela cidade”, comentou o prefeito Orlando Morando (PSDB).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo