Bibliotecas de SP vão oferecer aparelhos para cegos ouvirem os livros

Por Metro Jornal

As bibliotecas da cidade de São Paulo vão receber aparelhos para ajudar pessoas com deficiência visual. Um dispositivo, semelhante a um óculos, escaneia o texto e o transforma em áudio. Ele também serve para pessoas com dislexia e deficit de atenção.

Leia mais:
Vinny abandona a carreira de cantor e agora é filósofo
Doutor Estranho 2 é confirmado pela Marvel

A estimativa da Prefeitura é que até até o fim de 2020, cada uma das 54 bibliotecas municipais tenha um par. "Com esses óculos, elas poderão pegar qualquer livro da estante e ter acesso a esta obra, sem depender de livros traduzidos em braile ou audiolivros", disse o prefeito Bruno Covas (PSDB).

Inicialmente, 12 bibliotecas serão atendidas: Mário de Andrade e Monteiro Lobato, no centro; Centro Cultural São Paulo, Paulo Duarte e Viriato Corrêa, na zona sul; Affonso Taunay, Hans Christian Andersen e Paulo Sérgio Millet, na zona leste; Alceu Amoroso Lima e Mário Schenberg, na zona oeste; e Álvares de Azevedo e Brito Broca, na zona norte.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo