Aplicativos falsos de videoconferência já atingiram mais de 44 mil downloads

Por Metro Jornal

Falsas plataformas de videoconferência são a nova isca utilizada por cibercriminosos. O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, identificou uma série de falsos aplicativos do gênero.

"O mapeamento tem sido feito desde janeiro e, até o presente momento, já contabiliza mais de 44 mil instalações a estes falsos apps", revelou.

Como informado, a tendência é que, com mais empresas adotando o trabalho remoto, o número de instalações cresça.

Google, Zoom, Skype e Slack são algumas das empresas que foram vítimas de cibercriminosos e tiveram seus nomes utilizados indevidamente em falsos apps de videoconferência.

“Os prejuízos para aqueles que instalarem os falsos aplicativos podem ir desde o vazamento de credenciais, como logins e senhas, ao roubo e exposição de informações pessoais e bancárias de colaboradores, clientes e fornecedores”, detalhou.

Com informações da PSafe

LEIA TAMBÉM:

Loading...
Revisa el siguiente artículo