Dez anos após título no Brasil, Kimi Raikkonen lamenta ano ruim na Fórmula 1

Por Estadão Conteúdo
Raikkonen conquistou seu único título após vencer em Interlagos - Dan Istitene/Getty Images
Dez anos após título no Brasil, Kimi Raikkonen lamenta ano ruim na Fórmula 1

O finlandês Kimi Raikkonen vem para o GP do Brasil de Fórmula 1, em Interlagos, com boas memórias e uma decepção. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, o piloto da Ferrari ao mesmo tempo relembrou o título mundial conquistado dez anos atrás na pista e lamentou a temporada abaixo do esperado em 2017, marcada por três abandonos, nenhuma vitória e apenas o quinto lugar na classificação.

O mais veterano do grid, com 38 anos, lamentou os resultados. "Obviamente, queríamos estar lutando no pelotão da frente neste fim de semana. Eu acho que começamos mal o ano, não estávamos na situação em que queríamos, e não estava contente com o acerto do carro. Levou um tempo para perceber isso. Desde então, as coisas melhoraram", comentou o piloto na entrevista promovida pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Raikkonen ficou bem atrás no ano do companheiro de equipe, Sebastian Vettel, atual vice-líder do Mundial de Pilotos. O finlandês acumulou seis pódios na temporada, porém admite estar insatisfeito. "Tive muitos abandonos nas corridas, por diferentes razões. Apesar da melhora, ainda não foi o suficiente para ganharmos os campeonatos de construtores e de pilotos. Vamos precisar melhorar para 2018", disse.

No encerramento da temporada de 2007, o finlandês viveu em São Paulo o ápice da carreira. Raikkonen, também pela Ferrari, se sagrou campeão mundial ao ganhar a prova em Interlagos. O então azarão precisava dessa vitória, aliada a resultados de Fernando Alonso e Lewis Hamilton, para confirmar a conquista. Desde aquele ano, o melhor campeonato do piloto foi o de 2012, quando ficou em terceiro lugar.

"O meu título foi há muito tempo atrás. Claro que não fui campeão só por causa daquele dia, mas sim de todo o ano. Foi um dia feliz, porém não fico lembrando disso porque não muda a minha vida hoje. Não tento ficar resgatando tudo o que passou. Prefiro pensar no que preciso fazer hoje", comentou Raikkonen.

Loading...
Revisa el siguiente artículo