Corinthians estreia na Copa do Brasil após queda no Paulistão

Por Caio Cuccino Teixeira
Renato Augusto sofre para manter sequência como titular na equipe | Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians Renato Augusto deve pintar no time titular | Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians

Ainda amargando a eliminação precoce no Campeonato Paulista, o Corinthians já se prepara para iniciar sua caminhada em outra competição: a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 22h, o Timão dá o primeiro passo contra o Bahia de Feira, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, Bahia. Se vencer por dois ou mais gols de diferença, o time paulista elimina automaticamente o jogo de volta.

Por isso, a ordem no Parque São Jorge é trocar o chip. “A nossa resposta tem de ser já nesse jogo. Não pensamos e não queremos pensar que isso possa acontecer de novo. Esse fato lamentável já é uma página virada para nós”, disse o gerente de futebol do clube alvinegro, Edu Gaspar.

“Não podemos esconder a importância, que sempre falamos, de estar na Taça Libertadores da América no próximo ano”, concluiu Gaspar, referindo-se à vaga na competição continental que é assegurada ao campeão da Copa do Brasil.

Em campo, o Corinthians deve ter novidades para o duelo contra os baianos. Durante o trabalho tático realizado nesta terça-feira pelo técnico Mano Menezes, o meia Renato Augusto ganhou a posição do volante Bruno Henrique na equipe titular.

O camisa 8, que está à disposição do treinador desde a semana passada, dividirá com Jadson a função de criar as jogadas ofensivas da equipe.

Emerson Sheik, que não atuou domingo contra a Penapolense, deve ser desfalque novamente.

Assim, a equipe alvinegra que deve ir a campo com a seguinte formação: Cássio; Fagner, Gil, Cleber e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Jadson e Renato Augusto; Romarinho e Luciano.

Captura de Tela 2014-03-18 às 19.42.11

Itaquerão será entregue inacabado

O estádio do Corinthians tem data para ser entregue à Fifa: 15 de abril. Mas isso não quer dizer que o palco da abertura da Copa do Mundo estará pronto. De acordo com a “Folha de S.Paulo”, a arena será entregue à entidade sem que todos os itens estejam em conformidade com as exigências.

A cobertura da arena não estará pronta, como o acabamento dos camarotes e das áreas comerciais. Além disso, a empresa responsável pela venda e instalação dos telões ainda não foi contratada – a Fifa exige dois, de 90 m² cada.

Apesar do cenário, o Brasil acredita que os jogos devem acontecer sem grandes dificuldades. Os representantes do governo e do COL se disseram confiantes, apesar de reconhecerem que a situação não é confortável.

O principal executivo do COL, Ricardo Trade, disse que os brasileiros são “bons em entregar no final” e concluiu: “Não vamos ter esse caos que muitos prenunciam.”

Há também uma indefinição sobre quem pagará a instalação das estruturas temporárias, já que Estado e município garantem que não colocarão dinheiro na obra.

selo-copa-metro-100A explicação é a demora na liberação do financiamento de R$ 400 milhões feito pelo BNDES, além do acidente com um guindaste em novembro de 2013, que vitimou dois operários.

Loading...
Revisa el siguiente artículo