Filme brasileiro Alguma Coisa Assim busca entender a maturidade humana

Por Metro Jornal

É bobagem querer comparar “Alguma Coisa Assim”, que estreia nesta quinta-feira (26), com “Boyhood”, o incensado longa de Richard Linklater. A grande semelhança dos dois é técnica e está em criar longos intervalos entre uma filmagem e outra para demarcar as transformações dos personagens.

Enquanto “Boyhood” explora a banalidade da passagem do tempo, os diretores Esmir Filho e Mariana Bastos estão mais preocupados em entender o amadurecimento por que passam os inseparáveis amigos Mari (Caroline Abras) e Caio (André Antunes) em 2006, 2013 e 2016.

As primeiras cenas, aliás, deveriam ter ficado restritas a um curta, que venceu a Semana da Crítica no Festival de Cannes. O desejo de pensar onde estariam aqueles adolescentes nos dias de hoje motivou os novos episódios que deram origem ao longa.

Longe de querer provocar qualquer epifania, o que “Alguma Coisa Assim” busca é fazer o público se identificar com a complexidade de uma história de amor, que, apesar de todas as dores, consegue resistir melhor ao tempo que qualquer paixão.

Veja o trailer do filme:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo