Fundador da Amazon compra o ‘Washington Post’

Por Carolina Santos
Bezos pagará US$ 250 milhões pelo tradicional jornal | Richard Brian/REUTERS Bezos pagará US$ 250 milhões pelo tradicional jornal | Richard Brian/REUTERS

O fundador e principal executivo da Amazon, Jeff Bezos, vai comprar o “Washington Post”, um dos principais jornais dos Estados Unidos. Um dos homens mais ricos do mundo, o executivo vai pagar US$ 250 milhões em dinheiro pelo jornal e publicações afiliadas. O valor equivale a 1% de seu patrimônio.

A gigante do varejo virtual não participará da compra, feita diretamente por Bezos, que será seu único proprietário.

A quantia desembolsada pelo jornal de mais de 135 anos é inferior ao valor pago por empresas de internet. O Instagram foi comprado pelo Facebook por US$ 1 bilhão. O Yahoo! gastou US$ 1,1 bilhão para adquirir o Tumblr.

Em 1974, o “Post” ganhou notoriedade ao ser a primeira a abordar o caso Watergate, que levou à renuncia do então presidente Richard Nixon. Nos últimos anos, a publicação não foi capaz de escapar da crise que engolfou empresas de mídia. A divisão de jornais sofreu uma queda de 44% na receita nos últimos seis anos. A circulação caiu 7% neste ano.

A compra vai tirar do comando do jornal a família Graham, após quatro gerações. O Post é controlado desde 1933 pelos herdeiros de Eugene Meyer, financista de Wall Street que comprou a publicação por US$ 825 em um leilão de falências durante a Grande Depressão.

“Os valores do Post não precisam mudar. A obrigação  continua dizendo respeito a seus leitores e não aos interesses privados de seus donos”, disse Benzo em carta aos funcionários.  METRO

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo