STJD denuncia Vasco e Corinthians por briga de torcidas no DF

Por Tercio Braga
Corintianos e vascaínos se enfrentam nas arquibancadas do Mané Garrinha | Reprodução/Band Corintianos e vascaínos se enfrentam nas arquibancadas do Mané Garrinha | Reprodução/Band

O procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, denunciou nesta quinta-feira Vasco e Corinthians pela briga de seus torcedores no Mané Garrincha, em partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro no último domingo. Como pena, ele sugere que as equipes tenham os portões fechados em suas partidas ou somente com a presença da torcida visitante.

“A gente oferece denuncia contra os dois clubes na medida da culpabilidade de cada um. Obviamente que o mandante tem mais responsabilidade, mas não exime a do visitante porque houve confronto. A gente espera que haja a possibilidade, por cumprimento até de normas internacionais, que ela (a punição) seja aplicada ou com portões totalmente fechados ou com a venda de ingressos apenas para os visitantes quando estes clubes infratores estiverem mandando jogos. Esse é o rigor imediato, mas depende de julgamento”, disse Paulo Schmitt em entrevista ao repórter Wellington Campos, da Rádio Bradesco Esportes FM.

O procurador explicou que possibilidade de punir os clubes com perda de mandos se torna inviável pelo fato de o jogo ter sido fora da cidade do mandante.

“A aplicação da perda de mando, que requer a sua execução normalmente a 100 quilômetros da sede dos clubes, nesses casos em que os clubes já mandam os jogos fora da sua cidade-sede é uma pena absolutamente inócua, sem qualquer eficácia”, explica.

Julgamento previsto para quarta-feira

Após a denúncia, o julgamento deverá ser acelerado. Segundo o presidente do STJD, Flávio Zveiter, o processo já foi distribuído e a comissão disciplinar responsável pelo julgamento já foi escolhida.

“O processo foi distribuído, as partes vão ser intimadas, tanto o Corinthians quanto o Vasco vão ter a oportunidade todas as defesas e as provas que entenderem necessárias. O processo vai ser julgado dentro de um contexto probatório que não são só as imagens, então, certamente, quarta-feira vai ter uma decisão ou punindo ou absolvendo um dos clubes”, garante Flávio Zveiter.

Jogo sem torcida não é novidade para o Timão

Ficar sem o apoio da torcida não é algo tão fora do comum para o Corinthians. Nesta temporada a equipe teve que jogar contra o Millionarios-COL, pela fase de grupos da Libertadores, com o Pacaembu vazio. A punição, imposta pela Conmebol, foi devido ao incidente em Oruro, quando o time também era visitante.

Além de não ter os torcedores em casa por uma partida, a punição se estendeu para os jogos longe de São Paulo, onde os torcedores também foram proibidos de acompanhar o time. A Conmebol só repensou a questão na decisão da Recopa Sul-Americana.

Loading...
Revisa el siguiente artículo