Pessoas tatuadas transpiram até 50% menos que as demais, diz estudo

Por Metro Internacional
| Crédito: Mark Leaver/ www.mdleaver.com
Pessoas tatuadas transpiram até 50% menos que as demais, diz estudo

Tatuagem é uma das formas de expressão mais populares atualmente: aproximadamente uma em cada três pessoas tem alguma. Mas, apesar de lindas, elas podem estar afetando o nosso corpo de maneira negativa.

Um estudo realizado por Maurie Luetkemeier, professor de Fisiologia e Ciência da Saúde na faculdade Alma College, nos EUA, junto com alguns estudantes, mostrou que as tatuagens podem afetar a capacidade do corpo de transpirar, talvez permanentemente.

Para realizar o experimento, Luetkemeier recrutou dez homens saudáveis com tatuagens que cobriam pelo menos 5,2 centímetros de pele. Alguns deles tinham tatuagens mais velhas (com mais de 3 ou 4 anos) e outros haviam sido tatuados recentemente.

A equipe do professor aplicou nitrato de pilocarpina, um produto que faz suar, nas regiões tatuadas e não tatuadas dos voluntários. Depois cobriram estas áreas com um pano por 20 minutos para absorver o suor que seria liberado.

Como resultado, a pele tatuada suou muito menos do que a pele não tatuada. Em alguns casos, a diferença foi superior a 50%. O suor da pele tatuada também continha muito mais sódio.

Segundo Luetkemeier, isso mostra que a tatuagem não é apenas superficial e que, por mais que não represente riscos sérios, provoca uma mudança fisiológica no corpo, seja porque a tinta bloqueia as glândulas sudoríparas ou porque a inflamação provocada pela tatuagem muda a forma como as glândulas sudoríparas reagem ao suor. Ele planeja realizar um estudo mais amplo para obter resultados mais detalhados.

Tatuagens e exames

Pauline Jose, do Departamento de Medicina Familiar da UCLA, pede que as pessoas evitem se tatuar na região dos gânglios linfáticos devido ao risco de obter falsos positivos em exames para detecção de câncer. “Os pigmentos da tinta viajam pelo sistema linfático. Como os gânglios linfáticos são abundantes na área da axila, por exemplo, uma tatuagem pode imitar ou confundir o diagnóstico de câncer.”


Cuidados ao se tatuar:

Se, apesar dos possíveis efeitos, você ainda quiser fazer uma tatuagem, fique atento aos cuidados prévios.

Pessoas com alergias, especialmente de pele, podem desenvolver alguma reação alérgica dependendo da tinta usada pelo tatuador. E pessoas com propensão à formação de queloide (pele endurecida e repuxada que se forma por conta de má cicatrização), podem criar queloides na área da tatuagem.

Além disso, vale reforçar a necessidade de se tatuar num estúdio de confiança, em que os artistas usam agulhas descartáveis e/ou esterilizadas para evitar risco de infecções ou transmissão de doenças, como HIV.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo