Mosquito Aedes aegypti pode transmitir nova doença

Por Luiza Vidal - Portal da Band

Com a chegada do verão, as autoridades de saúde já começam a reforçar a campanha contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Além das doenças já conhecidas – dengue, chikungunya, zika e febre amarela – há também o registro isolado de uma nova: a febre do mayaro.

A doença infecciosa, também transmitida pelo mosquito Haemagogus janthinomys, é mais comum em regiões com área de mata, rural e silvestre.

De acordo com André Siqueira, infectologista e pesquisador do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), a doença – também da família do chikungha – ainda está em fase de estudo e pesquisa. "São surtos isolados até o momento, com a possiblidade de um aumento no verão. Quando tem mais proliferação de mosquito, há mais chances", explica em entrevista ao Portal da Band.

A transmissão da febre do Mayaro é mais comum nas regiões norte e centro-oeste, tendo registros nos Estados Pará, Amazonas e Goiás.

Ainda segundo o infectologista, os sintomas também são semelhantes ao chikungha: febre, dor no corpo e nas articulações, com apenas alguns detalhes de diferença. Mas em caso de qualquer suspeita, o ideal é procurar orientação médica e não tomar nenhum medicamento por contra própria.

Doenças transmitidas pelo Aedes aegyptiKadu Diniz/Band.com.br

Como também se trata do mosquito Aedes, a população deve se previnir com as seguintes orientações:

• Tampe os tonéis e caixas d’água;

• Mantenha as calhas sempre limpas;

• Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

• Mantenha lixeiras bem tampadas;

• Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;

• Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;

• Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;

• Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo