Fotógrafo Terry Richardson é acusado de mais dois casos de assédio sexual

Por Estadão Conteúdo

Conhecido por sua estética sensual, Terry Richardson é um nome controverso no mundo da moda. O diretor do novo clipe da Anitta foi recentemente banido de clicar qualquer tipo de conteúdo mundialmente para a editora Conde Nast, responsável por publicações como Vogue e GQ. Mais dois casos de assédio sexual envolvendo o norte-americano vieram a tona na última semana. A estilista Lindsay Jones e a modelo Caron Bernstein tornaram públicas suas denúncias contra Richardson.

Lindsay Jones contou para o Huffington Post UK que o assédio aconteceu há 10 anos atrás e, desde então, ela tenta esquecer sobre o caso. "Eu fiquei aqui quieta por muito tempo", disse a estilista para o site. De acordo com seu relato, Lindsay teria combinado de encontrar o fotógrafo para um café, entre 2007 e 2008, mas acabou saindo chorando do estúdio de Richardson. Ela dividiu que, ao chegar no local, o fotógrafo teria abaixado as calças e a encurralado em um canto, obrigando-a a ficar de joelhos. "Agora que eu sou mais velha, talvez eu teria corrido", explicou. Por muito tempo, a estilista não contou o que aconteceu com ninguém, por medo da influência de Richardson na indústria da moda. Mas, com as acusações de assédio vindo à tona nos últimos meses, ela sentiu que poderia se abrir. "Queria avisar o mundo inteiro: eu não entraria em um estúdio de fotos, a não ser que tenha um grande time lá".

Na mesma semana, o site NY Daily News também postou uma acusação de assédio contra Terry Richardson. A modelo Caron Bernstein procurou a publicação para dividir o que passou com o fotógrafo em 2003. Após discutir como seriam as fotos em uma reunião com Terry, ele teria começado a tirar diversas fotos suas, ainda na cadeira, até que ele começou a forçar o seu pênis na boca da modelo. "Eu não estava drogada e nem algemada. Graças a Deus, isso nunca aconteceu. Mas, de uma forma estranha, isso teria sido mais fácil para eu me perdoar por não ter se esforçado mais para sair daquela situação", disse Caron em entrevista. Ao ser procurado pela publicação, Terry Richardson enviou uma declaração através de sua advogado: "Srta Bernstein posou para estas fotos porque quis e todo contato que teve com Sr Richardson foi consensual".

Anitta disse, em comunicado para a imprensa, que após tomar conhecimentos sobre as acusações de assédio envolvendo Terry Richarson, avaliou o que poderia ser feito juridicamente sobre ele ser diretor de seu novo vídeo, Vai Malandra, divulgando nesta segunda-feira, 18. "Estudamos todas as possibilidades, que foram além das questões jurídicas, passando também pelo envolvimento emocional, levando em consideração o imenso trabalho digno de todos os artistas e colaboradores que de alguma maneira fizeram este clipe acontecer", contou a cantora. E ainda reforçou: "Como mulher faço questão de reafirmar que repudio qualquer tipo de assédio e violência contra nós e espero que todos os casos dessa natureza sejam sempre investigados com a relevância e seriedade que merecem.".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo