Pai solteiro cria escola de penteados e dá dicas de cuidados para arrumar as filhas

Por Metro Jornal São Paulo
Philippe Morgese e sua filha, Emma - Reprodução/Facebook
Pai solteiro cria escola de penteados e dá dicas de cuidados para arrumar as filhas

Quando Philippe Morgese, de Daytona, na Florida (Estados Unidos), se tornou um pai solteiro, ele sabia que precisaria cuidar de sua filha de um ano, Emma. Além dos cuidados básicos, como alimentação e higiene, a pequena também precisava estar bem apresentada, com cabelos bem bonitos, para ir à escola.

“Era como se todos estivessem olhando para mim. É comum acreditar que os homens não têm a mínima ideia de como vestir suas filhas e eu não queria cair nesse clichê", contou Morgese ao jornal "The Guardian". "Ela precisava estar bem-vestida e com o cabelo bem escovado porque eu não queria que ela fosse julgada."

Aos poucos, os cuidados com o cabelo da filha começaram a fazer parte da rotina da família. "Um amigo cabeleireiro me disse para escovar e trançar o cabelo de Emma antes de dormir. Depois disso, tornou-se uma alegria pela manhã, aqueles poucos minutos ​​com um pente, e eu fui ficando bom – bom o suficiente para alguém dizer o quão legal estava o cabelo dele e o que era um pai incrível, eu estava fazendo isso ", disse.

Com a prática, Morgese foi ganhando confiança para testar novos penteados. Até que um dia, ele decidiu que poderia ensinar outros pais a fazer o mesmo. Depois de conseguir um espaço gratuito na sala de aula da Escola de Beleza da Academia Internacional na Flórida, Morgese deu início à "Daddy Daughter Hair Factory" ("escola de penteados pai e filha", em tradução livre).

“Foi maravilhoso. Nós tínhamos um carpinteiro, um segurança, um instalador de cabos e um mecânico, que estava coberto de petróleo e teve que se esfregar para fazer o cabelo da menina. Eram apenas pais comuns, alguns solteiros, alguns casados, que queriam se envolver. No final da aula, eles podiam fazer uma trança, um bolo, podiam desembaraçar os cabelos adequadamente. E todos conversaram entre si e gostaram de estar com seus filhos ", relatou ao "The Guardian".

Para Morgese, uma tarefa tão banal quanto cuidar do cabelo de uma filha é perfeita para estreitar os laços com as pequenas. "Basta olhar para a forma como as mulheres valorizam o relacionamento que têm com o cabeleireiro", brincou.

Hoje, além das aulas presenciais, o pai de Emma aproveita a tecnologia para espalhar seu conhecimento nas redes sociais com tutoriais e apresentações ao vivo na página no Facebook do "Daddy Daughter Hair Factory", que conta com mais de 105 mil curtidas. Outros 17 pais participam das aulas e são membros ativos em suas comunidades.

Daddy Daughter Hair Factory Philippe Morgese e sua filha, Emma / Reprodução/Facebook
Loading...
Revisa el siguiente artículo