Zoo na Suécia admite que matou filhotes de leões saudáveis

Por Metro Jornal São Paulo

Um zoológico na Suécia admitiu que matou filhotes de leões saudáveis que foram rejeitados e não puderam ser transferidos para outros locais.

O Boras Djurpark, como é chamado o local, foi aberto  em 1965 e dispõe de aproximadamente 600 animais de 65 espécies diferentes.

De acordo com Bo Kjellson, diretor-executivo do zoológico, matar os animais é uma prática comum nestes casos.

"Não é nenhum segredo e não tentamos ocultar que estávamos operando dessa maneira. Infelizmente é um caminho natural para alguns grupos de leões ", disse em entrevista ao jornal "The Independent".

Nos últimos cinco anos, somente dois de 13 filhotes de leões sobreviveram, sendo que dois morreram de causas naturais, e o restante foram mortos pela instituição.

 

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo