Com 100 kg e do tamanho de um homem: conheça os pinguins que habitavam a Nova Zelândia

Por Metro Internacional
Reprodução / AFP
Com 100 kg e do tamanho de um homem: conheça os pinguins que habitavam a Nova Zelândia

Há aproximadamente 60 milhões de anos, a Nova Zelândia era a casa de pinguins gigantes que pesavam mais de 100 quilos e tinham a altura de um humano.

Um grupo de pesquisadores da Alemanha e Nova Zelândia revelou, em um estudo publicado na revista científica Nature Communications, a existência dessa espécie de pinguim, que media aproximadamente 1,65cm de pé, segundo estudos.

Os fósseis, que foram descobertos em 2004 nos penhascos da praia Hampden, mostram que esses são os maiores pinguins da história.

pinguim gigante Reprodução artística dos pinguins gigantes da Nova Zelândia / arte

Para ter uma ideia, o Pinguim Imperador, o maior atualmente, mede cerca de 1,22 metros e pesa 23 kg.

O cientista Alan Tennyson, que trabalhou com o principal autor do estudo, Gerald Mayr, – do Instituto de Investigação Senckenberg e do Museu de História Natural de Frankfurt, na Alemanha- disse que seria difícil imaginar como seria ver uma dessas aves na atualidade. “Seriam impressionantes, altas como muitas pessoas, sólidas, um animal musculoso que suportaria os frequentes mergulhos para caçar sua presa”, enfatizou. “A descoberta dessa incrível criatura nos mostra o quanto a Terra mudou com o tempo”, acrescentou.

A altura desse pinguim fez com que fosse batizado “Kumimanu biceae", uma fusão das palavras em maorí "Kumi", que significa animal monstruoso, e "Manu", pássaro; e que se agregou também o termo "Bice", por Beatriz, em referência a mãe de Tennyson.

A existência do Kumimanu biceae, demonstra que muitas espécies de aves sem asas e pinguins que habitaram a Antártida e outras partes do Hemisfério Sul eram de grandes porte.

Isso ocorreu porque o desaparecimento de predadores como os dinossauros e répteis marinhos levou essas aves sem asas a alcançarem um grande tamanho, pois sem predadores naturais não tinha necessidade de voar.

“A extinção desses animais pode ter sido provocada pela evolução das focas e outros mamíferos marinhos dentados, que os comiam ou competiam por comida”, explicou Tennyson.

Loading...
Revisa el siguiente artículo