O ciclo lunar influencia ou não a gravidez?

Por Metro Internacional

Muitos acreditam que há uma forte influência da lua sobre a gravidez. No entanto, não há evidências científicas que provam isso.

Segundo o site Nueva Mujer, as crenças antigas são as principais fontes que tentam mostrar que o período de gestação está ligado ao efeito lunar.

Várias dessas teorias foram desenvolvidas pela mitologia maia, como por exemplo a que fala sobre a deusa Ixchel, uma divindade que representava a lua e recebia oferendas para potencializar a fertilidade das mulheres.

A lógica mais utilizada é que a lua cruza o zodíaco em 28 dias, o mesmo tempo em que o ciclo menstrual da mulher dura. Essa coincidência levou astrólogos e outros especialistas a acreditar que existe uma relação do ciclo lunar não só com o período da mulher, mas também com a gestação.

A ciência não confirma, mas as crenças juram que sim

Dentro de algumas crenças, existe o ditado que os nascimentos aumentam nas noites de lua cheia. Daniel Caton, um astrônomo e físico que compilou dados do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos Estados Unidos, desmistificou essa informação e negou que fosse real.

Ele analisou cerca de 70 milhões de partos e os comparou com as fases da lua. A partir dessa pesquisa, ele descobriu que na lua cheia não ocorrem realmente mais nascimentos.

Uma teoria dos astecas também foi descartada. O povo acreditava que, se uma mulher grávida visse um eclipse lunar, seu filho nasceria com lábios leporinos.

As crenças mais populares:

  • Durante a Lua Cheia, nascem mais crianças.
  • Durante a fase da Lua Nova, os nascimentos são mais rápidos e simples.
  • Na Lua Minguante os nascimentos diminuem e são mais lentos
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo