Museu do Futebol viaja no mundo das Copas

Por Caio Cuccino Teixeira
A Sala das Copas oferece uma experiência única de conhecer a história dos Mundiais | André Porto/Metro A Sala das Copas oferece uma experiência única de conhecer a história dos Mundiais | André Porto/Metro

O ápice do esporte mais popular do planeta acontece de quatro em quatro anos, quando as melhores seleções entram em campo até que só uma sobreviva e solte o grito de campeã. Este ano, a partir do dia 12 de junho, a disputa mais esperada do mundo acontecerá pela 20a vez, novamente em solo brasileiro – a exemplo de 1950.

Naquela oportunidade, o desfecho não foi bom para o Brasil, já que o Uruguai calou o Maracanã e sagrou-se dono do mundo da bola pela segunda vez.

Mas essa é só uma das muitas histórias da Copa do Mundo. Uma mais encantadora do que a outra. E, todas, disponíveis em um espaço fixo dedicado ao maior torneio do mundo da bola, batizado de Sala das Copas.

Essa é a proposta do Museu do Futebol, uma referência na matéria, para apresentar de forma inteligente, didática e visual a evolução de cada uma das disputas que entraram para a história da bola. Momento de exaltação para o torcedor brasileiro e de descoberta para o estrangeiro que visita o Brasil para assistir a Copa do Mundo deste ano.

Ali, o brio do brasileiro ganha força. Não é para menos. O anfitrião de 2014 é o único a participar de todos os Mundiais e, também, o único a ganhar a taça por cinco vezes (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002). Todas as conquistas estão ali.

A evolução das bolas utilizadas nas Copas | André Porto/Metro A evolução das bolas utilizadas nas Copas | André Porto/Metro

No espaço, o visitante assiste aos momentos mais marcantes, além de entender o contexto em que a competição estava inserida.

Instaladas em totens no formato de taças, painéis trazem fotos, ilustrações, recortes de jornais e documentos dos respectivos períodos, proporcionando o contato com a moda, a música, os acontecimentos políticos, as transformações sociais e as derrotas e vitórias do escrete brasileiro em cada período.

Passagem obrigatória para quem gosta de futebol, da Seleção ou, simplesmente, quer conhecer mais sobre a paixão de todo um mundo.

Mostra – A história do Brasil nos Mundiais
Em maio, o museu traz a mostra temporária “Brasil 20 Copas”, com a participação do país nos Mundiais – incluindo o de 2014 – com bastidores, perfis e o desempenho da equipe.

Em destaque – Museu tem roda mensal de debate
O Jogo Comentado, que acontece mensalmente, mostra jogos de Copas para serem comentados por especialistas. Sábado, às 10h, o evento terá a jogadora Formiga, a ex-jogadora Juliana Cabral e o treinador René Simões.

Serviço

• Preço: R$ 6,00 (R$ 3,00 a meia entrada)
• Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h. De 13/5 a 13/7, o museu abrirá das 9h às 21h (bilheteria), com permanência até as 22h
• Bilheteria: das 9h às 17h
• Local: Estádio do Pacaembu (Praça Charles Miller, s/n)
Contato: (11) 3664-3848

Área destinada a Pelé, o maior jogador de todos os tempos | André Porto/Metro Área destinada a Pelé, o maior jogador de todos os tempos | André Porto/Metro
Loading...
Revisa el siguiente artículo