Atividade extracurricular sem exagero aprimora aprendizado

Por Caio Cuccino Teixeira
Vitor iniciou as aulas há duas semanas e já está frequentando as aulas extracurriculares | Wanezza Soares/Metro Vitor iniciou as aulas há duas semanas e já está frequentando as aulas extracurriculares | Wanezza Soares/Metro

Agora é a hora de definir a rotina de estudos. Além de reservar tempo para lição de casa e lazer, também é o momento de escolher os cursos extras, a serem feitos na própria escola ou em outros locais, que vão impulsionar a evolução das diferentes capacidades de crianças e adolescentes.

Apesar de serem conhecidas por preencher o tempo que o seu filho gastaria na frente da TV, as atividades extracurriculares têm como meta incentivar a autonomia, o raciocínio e a autoestima. No entanto, antes da matrícula, os pais devem conversar com os filhos sobre os cursos.

Essa atitude pode evitar que haja excessos, ou seja, empolgação inicial com atividades que logo depois podem estressar e até atrapalhar a vida do estudante.

Vale lembrar que o ócio é necessário para a boa saúde mental, seja usado para brincar ou simplesmente descansar. “A criança ou adolescente deve poder escolher o que fazer nas horas livres, sem ter aquele compromisso da rotina”, avalia a presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia, Quézia Bombonatto.

O tempo de convívio com os pais é essencial nesse quesito. São eles que vão servir de apoio, ajudando os filhos a organizar melhor o dia. “Nenhuma atividade vai substituir a presença dos pais, o conversar e o compartilhar”, defende a especialista.

Qual é o ideal?

O ritmo de cada criança ou adolescente é muito particular, por isso não existe uma regra a ser seguida quando o assunto é curso extracurricular. O mais importante é levar em consideração as necessidades e interesses. “Conhecer o local, experimentar uma aula antes e conversar com o professor são formas de facilitar a escolha”, alerta Patrícia Grinfeld, psicóloga e idealizadora do blog Ninguém Cresce Sozinho. “Depois, um bom jeito de acompanhar é motivando o filho”, pondera.

eu-faco-varios-cursos-quadros-educacao

Educar para crescer logo educação


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo