Google passa a usar pesquisas anteriores para refinar resultados de busca

Por Tercio David - Metro Jornal

O Google anunciou nesta terça-feira uma série de mudanças em sua ferramenta de busca nos smartphones e também na assistente virtual Google Now, que já vem pré-instalado nos celulares com Android. Outra mudança técnica, será a aceleração do processo de pesquisas nos aparelhos móveis.

Segundo a empresa, a intenção é aperfeiçoar a busca, agora chamada de "jornada dos usuários", usando um cruzamento de informações como termo buscado, os resultados obtidos e o links acessados. Tudo isto permite um refinamento do que será encontrado.

"Não é mais uma busca isolada, mas um conjunto de ideias. É uma jornada completa. A ideia é mostrar para o usuário o passo a passo e o próximo estágio de cada jornada", explica Bruno Pôssas, engenheiro-chefe do Google.

Na apresentação aos jornalistas, o Google usou como exemplo duas buscas, uma por "Chico Buarque" seguida por outra com o termo "Gal Costa". O resultado associou as duas pesquisas e criou uma jornada nova.

Pesquisa cruzada Google agora vai cruzar pesquisas sobre temas parecidos / Divulgação/Google

Nos celulares, o além das tradicionais listas de links, o Google vai dividir a informação em pequenas caixa, separadas de acordo com tipo de termo buscado, oferecendo localização no mapa, notícias relacionadas, letras de música, ou traduções. A forma como estas pesquisas serão apresentadas também podem ser diferentes, dependendo do sistema operacional do seu celular, Android ou iOS.

Parcerias de conteúdo

zika no google Reprodução
Para apresentar um exemplo que como funciona o Google a partir de agora, se o termo de sua jornada for algum sintoma ou doença, a ferramenta vai apresentar possíveis tratamentos ou se precisa de um diagnóstico mais elaborado. No caso, para não ficar no "achismo" que toma conta da internet, a informação é fornecida em parceria com o Hospital Albert Einstein.

"As parcerias foram feitas para melhorar a jornada do usuário na busca a fim de deixar a informação mais relevante", explica Luciana Cordeiro, a responsável pelas parcerias de produtos do Google.

"Parceria com empresas como LinkedIn, além de outras empresas, ajuda a filtrar vagas de emprego mais perto de você ou que tenham mais relevância com aquilo que você está procurando. Não será preciso mais abrir página por página para procurar as vagas", continua.

Mais inteligente

A assistente virtual do Google também foi melhorada e deixou de apresentar defeitos e falhas provocados por ruídos como sotaques. A ferramenta agora conversa e aprende com o usuário de modo que não atende a apenas comando específicos, com um "ativar o GPS", ou "ligar para…", mas também interage com as pessoas.

Agora, se você perguntar, o Google Now vai te responder como está o clima ou o trânsito em determinada região ou qual filme vai passar no cinema mais perto de você. E a resposta vem tanto por voz quanto por imagem, ou texto interativo.

"A tecnologia evoluiu e as pessoas também. Do mesmo jeito que achávamos normal digitar em um teclado, em breve será normal conversar com o computador ou celular. A ferramenta aprendeu a falar com a gente com interpretação de texto", conta Lauren Pachaly, gerente de marketing do Google.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo