5 dicas para deixar o seu Android seguro

Por Metro Jornal

Se você ainda não foi uma das vítimas deste crime, certamente já deve ter ouvido falar de gente que teve problemas de violação de sua intimidade, ou que teve seus dados roubados por causa de alguma falha de segurança no celular, principalmente se for Android, mais vulnerável por ter "código aberto" para ser mais customizável pelos fabricantes*.

Pensando em ações para melhorar a proteção do Android e manter seus mais de dois bilhões de usuários no mundo seguros, o Google divulgou algumas dicas que podem te ajudar a espantar os bisbilhoteiros. Confira:

1 – Baixe apps apenas em fontes confiáveis
Segundo relatório de segurança de 2017 do próprio Google, os dispositivos Android que só baixam aplicativos do Google Play são nove vezes menos propensos a ter um aplicativo potencialmente nocivo do que dispositivos que baixam aplicativos de outras fontes. Por isso, sempre faça o download dos seus aplicativos no Google Play. Para ajudar a manter os dispositivos Android seguros, o Google Play Protect realiza uma verificação de segurança nos apps da Google Play Store antes de você poder fazer o download deles.

Confira aqui o relatório de segurança do Google

Google Play Tercio David/Metro Jornal

2 – Cuidado com quem você compartilha os seus dados
Ao abrir um novo aplicativo, você já deve ter se deparado com notificações que um app deseja acessar seu microfone, câmera ou localização. Isso é importante para o funcionamento de alguns aplicativos. Para mandar mensagens de voz, por exemplo, o aplicativo precisa de permissão para acessar o microfone. Porém, você deve só conceder acesso a dados confidenciais, como seu local e suas fotos, apenas para apps em que você confia. Se você não prestou atenção nas permissões pedidas pelo aplicativo e aceitou tudo, é possível ter o controle e, se quiser, revogar a permissão. Confira como fazer nesses dois tutoriais: Versões anteriores ao Marshmallow e versões Marshmallow, Nougat e Oreo.

app premissao Tercio David/Metro Jornal

3 – Use um bloqueio de tela
Você não quer que as suas informações pessoais caiam nas mãos erradas caso perca ou tenha o seu aparelho furtado. Quando você não estiver usando seu smartphone, bloqueie a tela para impedir que outras pessoas acessem seu dispositivo. Você pode definir um bloqueio de tela com PIN (senha numérica), senha de texto (pode conter números, caracteres e símbolos) ou um padrão (desenho de um padrão). Em alguns telefones, você ainda pode contar com desbloqueio por impressão digital. Lembre de usar uma senha forte. Números sequenciais como 0-0-0-0 e 1-2-3-4 não são uma boa opção!

Saiba como definir um bloquei de tela

Bloqueio PIN Tercio David/Metro Jornal

4 – Bloqueie seu smartphone caso você o perca
Caso seu aparelho seja perdido ou roubado, acesse a página Minha Conta e selecione “Encontrar seu smartphone” para proteger seus dados usando algumas etapas rápidas. É possível localizar e bloquear seu smartphone remotamente para que ninguém mais possa usá-lo, além de acessar suas informações pessoais.

Veja como configurar sua conta aqui

Saiba como encontrar seu celular aqui

Bloqueio de tela Tercio David/Metro Jornal

5 – Antivírus atualizado
Sim. Existem vírus para celular! Algumas pessoas não sabem, ou acham bobagem, mas os (muitos) antivírus para smartphones são bastante úteis, não só pela questão dos "bichos" que circulam por aí, mas também para ajudar a apagar arquivos desnecessários, como anúncios que ficam guardados e ocupam precioso espaço interno, ou mensagens que você guarda no "copiar" para "colar" em outro lugar.

Antivirus Tercio David/Metro Jornal

*Segundo o Google, "a abertura do Android ajuda a fortalecer nossas proteções de segurança. Ele não apenas permite que os pesquisadores encontrem e relatem problemas para que possamos abordá-los rapidamente, mas a diversidade de dispositivos e fatores de forma protege o Android dos tipos de ataques generalizados que podem afetar plataformas mais monolíticas "

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo