Como começar a fazer um game

Por Metro Jornal

Adoro videogames e gostaria muito de construir o meu próprio jogo. Mas como começar? Pensando nisto, Alessandro Bomfim, CEO e fundador da SAGA (School of Art, Game and Animation) dá cinco dicas importantes para quem quer começar:

1 – Conheça seu público: Assim como existem vários tipos de jogos, existem muitos tipos de jogadores. Ao criar um game, não tente agradar todo mundo, essa é uma tarefa quase impossível. Antes de tudo, entenda seu público. Com o perfil do público-alvo, suas chances de sucesso são maiores.

Alessandro Bomfim, CEO e fundador da SAGA: Alessandro Bomfim, CEO e fundador da SAGA / Divulgação

2 – Conheça seus limites (e de sua equipe): Um jogo raramente é feito por uma única pessoa. Normalmente, os projetos de games envolvem vários artistas, programadores, músicos, etc. e o trabalho é dividido. Muita gente sonha em produzir um game grande, complexo e lucrativo, mas isso exige bastante investimento em pessoas, em marketing e tecnologia. Se não houver dinheiro para tanto, tenha uma conversa aberta com sua equipe e defina até onde vocês conseguem chegar, como vocês podem se aprimorar etc. Sabendo os seus limites, você também saberá o tipo de jogo que pode criar e fará isso com muito mais qualidade.

3 – Continue estudando: Na indústria de desenvolvimento de jogos, a tecnologia avança muito rapidamente. Independente do nível de conhecimento específico é fundamental se manter atualizado. Estude o mercado, públicos, softwares, estilos, narrativas etc. Os games são criados com tecnologias em constante evolução e entregues para públicos cada vez mais exigentes. Escolas como a SAGA podem acelerar o processo de aprendizagem

4 – Mantenha-se conectado: É muito importante manter a equipe antenada aos fatos mais relevantes da indústria de jogos. Entre em fóruns e grupos de discussões, visite sites, procure páginas de redes sociais, compareça a eventos relacionados, amplie o network. Fazer contatos e trocar experiências com desenvolvedores de outros estúdios, dentro e fora do Brasil, pode abrir muitas portas e um leque imenso de opções.

5 – Teste suas ideias: Reúna a galera, amigos, conhecidos, parentes, gente que você acabou de conhecer e apresente seus conceitos. Se preferir, coloque suas ideias no papel, crie um protótipo e mostre para quantas pessoas puder. As críticas e elogios serão importantes para melhorar. Lembre-se que um game é feito para que outras pessoas joguem, então a opinião delas é essencial para construção de um bom produto.

Sobre a SAGA (School of Art, Game and Animation) – Pioneira no ensino de desenvolvimento de jogos, a SAGA foi criada em 2003 como escola livre de arte digital e, desde então, já transformou mais de 12 mil jovens em profissionais qualificados e competitivos. Hoje a escola é Centro de Treinamento Autorizado da Adobe e da Autodesk, Academic Partner da Unreal Engine, Pixologic e Allegorithmic, e referência nacional em cursos de games e animação. Veja mais sobre a Saga em www.saga.art.br.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo