'Máquina da morte' promete - literalmente - matar sem dor os interessados

Por Metro Jornal

O médico australiano Philip Nitschke é conhecido como "Doutor da Morte". Isso porque ele é um dos maiores defensores da eutanásia na atualidade.

Recentemente, ele criou uma máquina,  a Sarco, que nada mais é do que uma cápsula feita através de uma impressora 3D, que promete ajudar o usuário a ter uma morte indolor apenas pressionando um botão.

A máquina, inclusive, também pode servir como  caixão. O objetivo do projeto, que foi desenvolvido em parceria com o engenheiro holandês Alexander Bannick, é disponibilizar a Sarco no mundo todo.  Entretanto, em vários países, isso é proibido.

No Brasil, a eutanásia é considerada crime de homicídio. De acordo com o nosso Código Penal, as penas para quem causa a morte de um doente podem variar de dois a seis anos, quando comprovado motivo de piedade, a até 20 anos de prisão. Já países como Holanda, Suíça, Canadá, Colômbia e Estados Unidos, por exemplo, permitem a morte dependendo do caso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo