Estudo descobre que infidelidade é 'necessária' para as mulheres

Por Metro Internacional
Reprodução / Envato Elements.
Estudo descobre que infidelidade é 'necessária' para as mulheres

De acordo com um estudo realizado por um grupo de cientistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, as mulheres possuem mais necessidade de serem infiéis do que os homens.

Os especialistas descobriram que o sexo feminino não tem uma predisposição à monogamia e que seu corpo tende a procurar uma segunda ou terceira opção de parceiro.

O médico David Buss, que liderou o estudo, explicou que a ideia de que as mulheres deveriam encontrar o homem certo, se apaixonar e passar o resto de suas vidas com ele é uma construção social simples.

"Romper com alguém e se relacionar novamente poderia ser uma das características mais comuns do acasalamento humano e também a estratégia mais importante de todos", disse o médico ao Sunday Times.

"Para os nossos antepassados, que sofriam de doenças, tinham uma dieta pobre e cuidados médicos mínimos e uma expectativa de vida de menos de 30 anos, a mudança de parceiros sexuais e a busca por uma pessoa mais adequada era necessária", acrescentou.

O estudo também mostrou que não só as mulheres, mas também os homens, tendem a ter um "substituto amoroso", isto é, ter uma pessoa de reserva por perto, caso sua relação atual não funcione.

"Ter outros homens de reserva não é um obstáculo para o bem de todos, mas ao contrário, uma maneira inteligente de melhorar o futuro, com uma provável segunda relação", concluiu.

Loading...
Revisa el siguiente artículo