Médico italiano diz ter tido sucesso em último teste para transplante de cabeça

Por Metro Jornal
Dr. Sergio Canavero - Reprodução/Youtube
Médico italiano diz ter tido sucesso em último teste para transplante de cabeça

O médico italiano Sergio Canavero, diretor do grupo avançado de neuromodulação de Turim, na Itália, anunciou ter tido sucesso em seu procedimento-teste para realizar o primeiro transplante de cabeça. O treinamento feito em cadáveres é o “último passo para um transplante de cabeça formal”, de acordo com o britânico The Telegraph.

Neste sentido, especificou que a operação permitiu reconectar com sucesso a espinha, os nervos e os vasos sanguíneos de um corpo, na cirurgia executada na China, que durou 18 horas. Testes usando transmissão de eletricidade mostraram que as conexões entre nervos, a cabeça e o corpo funcionaram.

O professor italiano também desafiou todos os que lhe disseram que era improvável conseguir algo assim: "todos diziam que era impossível. Mas a cirurgia foi bem sucedida", disse ele.

A mídia inglesa comentou que o especialista não deu mais provas sobre a cirurgia, mas Canavero prometeu que os detalhes do transplante "serão publicados em poucos dias".

O responsável pelo teste foi o doutor Xiaoping Ren, da Harbin Medical University, na China, que foi o responsável por realizar um transplante de cabeça entre macacos.

Prieimro paciente

O russo Valery Spiridonov é o voluntário para participar do primeiro transplante de cabeça da história. Ele sofre uma doença muscular terminal chamada Síndrome de Werdnig-Hoffman.

“Tenho muito interesse em tecnologia e qualquer assunto progressivo que possa mudar a vida das pessoas para melhor”, disse Sporidonov em uma entrevista ao Russia Today, em 2015.

Apesar dos testes supostamente bem-sucedidos de agora, Canavero e sua equipe ainda não divulgaram uma data para o transplante acontecer.

Loading...
Revisa el siguiente artículo