Justiça de SP condena Apple por capacidade de armazenamento menor que a anunciada

Por Carolina Santos
Sean Gallup/Getty Images
Justiça de SP condena Apple por capacidade de armazenamento menor que a anunciada

A Justiça de São Paulo condenou a empresa norte-americana Apple por anunciar capacidades de armazenamento maiores do que a real. As informações são da colunista da BandNews FM Mônica Bergamo.

A decisão leva em conta os aparelhos iPad Air, iPhone 5S e iPhone 6.

A empresa do Vale do Silício tem 30 dias para corrigir todos os anúncios e também modificar as informações na internet. A Proteste entrou com a ação e defende que a prática engana o consumidor.

A organização de defesa do consumidor apresentou laudos que comprovam a diferença entre os valores.

Na prática, as empresas anunciam a memória dos aparelhos sem levar em consideração o quanto é ocupado pelo próprio sistema operacional.

Por exemplo: um aparelho com 16 gigabytes de memória oferece ao usuário apenas 11 GB – considerando que 5 GB é o tamanho do sistema pré-instalado.

A Apple ainda pode recorrer. A empresa se defende alegando que a prática não é desonesta.

A forma de anunciar a memória dos tablets e smartphones é padrão entre as empresas que atuam no mercado de aparelhos móveis.

Loading...
Revisa el siguiente artículo