Médica picada por cobra em cachoeira posta vídeos e fotos do acidente

Por Metro Jornal

A médica Dieynne Saugo, que foi picada por uma cobra jararaca quando tomava banho de cachoeira perto da cidade de Nobres, a 151 km de Cuiabá, no Mato Grosso, usou seu instagram para postar fotos e vídeos do momento em que foi mordida pelo réptil.

No post ela também explica mais detalhadamente seu acidente na cachoeira Serra Azul. Ela disse que estava atrás da cachoeira encostada em uma pedra quando sentiu a picada na região da boca e viu a cobra entrando em seu colete. Apavorada, ela rapidamente puxou a jararaca pelo rabo e levou mais duas picadas na mão esquerda.

Dieynne conta que a dor foi insuportável. Ela foi socorrida e levada diretamente para Cuiabá, onde foi internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). De lá, seguiu para o hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde foi testada positivo para covid-19.

Internada desde o dia 30 de agosto, a médica já saiu da UTI e está em um quarto normal se recuperando.

Veja vídeos e fotos do acidente:

View this post on Instagram

Pra quem ainda não assistiu o vídeo do acidente, aí está! 👆🏻👆🏻👆🏻 1* foto: inicio da trilha pra chegar na cachoeira 1* video: momento que avistamos a cachoeira 2* video: momento exato do acidente, os gritos são meus. 3* video: a cobra jararaca que me picou bem plena se refrescando 🐍 Vocês deixaram inúmeras perguntas na caixinha de perguntas do Stories e eu selecionei algumas pra responder aqui 👉 Como aconteceu? Eu estava atrás da cachoeira, encostada numa pedra. Senti uma picada na região da mandíbula e vi um pedaço da cobra entrando no meu colete, puxei rapidamente com a mão esquerda, onde levei mais 2 picadas. 👉 Doeu? MUITO! Quase insuportável! 👉 O que aconteceu depois da picada? Imediatamente minha mão começou a inchar e meu braço ficou pesado. Eu chorava de dor! Desci de tirolesa e fiquei aguardando o carro pra me levar pro hotel pra buscar minhas coisas. Fiquei aguardando no carro enquanto meu namorado e o casal de amigos organizavam as coisas. Coloquei gelo na mão e partimos pra Cuiabá. 👉 Quanto tempo demorei pra ser atendida? Em média 3h! Fui direto pro PS de Cuiabá, onde fui medicada e recebi o soro botrópico 👉 Como suportei a dor? Controlando minha mente! Pensando que tudo estava sob controle e Deus estava cuidando de tudo. 👉 Corri o risco de morte? Com toda certeza! Meu estado de saúde era gravíssimo 👉 Quantos dias na UTI? 4 dias na UTI em Cuiabá 6 dias na UTI em São Paulo Depois fui pro semi intensivo Agora estou no quarto Estou hospitalizada desde o dia 30/08 👉 Como descobri que tava com #covid ? É protocolo do hospital Albert einstein realizar o teste. Testei positivo e logo fui encaminhada pra UTI do povo com covid 👉 Como estou me sentindo? Grata por estar viva e confiante de que tudo vai ficar bem e logo estarei em casa. 👉 A fé te ajudou? Sem dúvida! Minha fé em Deus é o que me manteve forte o tempo todo! As orações, as mensagens, o carinho de todos vocês também! 👉 Qual a sensação de passar por tudo isso e estar viva? Renascimento! 🙏 👉 Qual o maior aprendizado? Como diz a música 🎶 “Que a vida é trem bala parceiro E a gente é só passageiro prestes a partir… “ ♥️

A post shared by ✨ Dra. Dieynne Saugo 👉 Dra Fit (@dradieynne) on

View this post on Instagram

Muitas pessoas me perguntaram onde foram as picadas, então fiz esse carrossel com fotos pra mostrar pra vocês. 👉 A primeira picada foi na região submentoniana , por isso essa região está inchada e com hematoma (1* foto). Em decorrência do grande edema que se formou, os médicos optaram por fazer uma cirurgia de traqueostomia, pois através do exame de Tomografia constatou que havia 70% de comprometimento das vias aéreas. Após a cirurgia tive um sangramento intenso e precisei receber transfusão sanguínea, mesmo assim não controlou. Por isso decidimos transferir para um hospital onde houvessem melhores recursos. 👉 A 2* e 3* picadas foram na mão esquerda, que levou à uma Síndrome compartimental com compressão dos nervos mediano, radial e ulnar. Precisei fazer fasciotomia, um procedimento cirúrgico no qual a fáscia é cortada para aliviar a pressão e tratar a perda de circulação em uma área de tecido ou músculo. A fasciotomia foi necessária para salvar o membro, pois havia o risco de necrose muscular ou até mesmo amputação. Há 2 dias fiz a cirurgia para fechamento da fasciotomia – sem complicações 🙌 As 2 últimas fotos foram tiradas hoje! Perceberam como melhorou? ☺️ “Em verdade vos digo: se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que fiz com a figueira, mas também, se disserdes a montanha: ‘Arranca-te daí e joga-te no mar’, acontecerá. Tudo o que na oração, pedirdes com fé, vós o recebeis” ( Mt 21, 21-22) Desejo a todos vocês uma FÉ INABALÁVEL 🙏 #deusébomotempotodo #deusnocomando #deusnocontrole #deusédeus #ibelieveinmiracles #milagre #meninadosolhosdedeus #abençoada #iluminada #blessed #mariapassanafrente #espíritosanto

A post shared by ✨ Dra. Dieynne Saugo 👉 Dra Fit (@dradieynne) on

Loading...
Revisa el siguiente artículo