Bar na Argentina proíbe a entrada de políticos

Por Brenno Quadros

Os bares e restaurantes de todo o mundo foram fortemente afetados pela pandemia, diante da impossibilidade óbvia de receberem clientes. Revoltado com a aplicação de novas restrições sanitárias por parte do governo local, o dono de um bar da cidade argentina de Santa Fé decidiu inovar, ao criar o direito de admissão de… Políticos.

“Em quinze dias, quando retomarmos nossas atividades gastronômica, todos os políticos ou funcionários que tenham relações com eles, de qualquer partido que sejam, estarão proibidos de entrar. Cumpriremos o direito de admissão. Não quero ver nenhum sentado nas minhas instalações.” – Comunicou Ignacio Preti, proprietário da rede Bilbao, através de suas redes sociais.

Preti responsabiliza os dirigentes políticos pela crise sanitária e econômica que vive a cidade, a província e o país. Segundo o portal Mitre, o empresário tem uma longa história dentro da gastronomia de Santa Fé e é considerado uma das referências no setor.

“Senti que era necessário expor a raiva de todo o setor após uma nova fase de restrições” – comentou a um jornal local, acrescentando que as restrições impostas à gastronomia podem "acabar de enterrar um setor que foi severamente punido pela quarentena."

Loading...
Revisa el siguiente artículo