COVID-19: Viagra poderia melhorar a oxigenação em pacientes graves

Por Brenno Quadros

A busca por um medicamento que possa melhorar o tratamento de um paciente diagnosticado com a COVID-19 continua. Agora, um hospital na cidade de Viña del Mar, no Chile, iniciou uma pesquisa com o medicamento sildenafil (mais conhecido por seu nome comercial de ‘Viagra’), que visa evitar que pessoas infectadas com o vírus precisem de ventilação mecânica.

Segundo o jornal chileno El Pingüino, até o momento foram feitos apenas ensaios clínicos. Eles também deixam claro que o medicamento não mataria o vírus, e sim melhoraria o manejo dos pacientes.

Numa primeira etapa, serão recrutados 40 paciente: 20 receberão medicamento placebo e os outros 20 o sildenafil por um período de 7 dias.

O químico farmacêutico da Universidade de Magallanes, Luis González, explicou que o medicamento é utilizado para pacientes que, devido ao perfil de risco (pulmão) e à apresentação da doença, apresentam alto risco de entrar em fase crítica.

“Uma das nossas principais preocupações é como a função pulmonar vai diminuindo nesses pacientes, porque é gerado um processo inflamatório que afeta as vias aéreas e faz com que os pacientes acabem precisando de ventilação mecânica”, afirmou.

Gonzáles também relembra que o medicamento foi criado principalmente para angina de peito e hoje é reconhecido para dois usos principais: disfunção erétil e hipertensão pulmonar.

“As constatações que se fizeram no Hospital Naval foram que havia focos que mostravam que havia uma grande vasoconstrição ao nível pulmonar. O que eles estão propondo é que ao usar este medicamento, será gerado um efeito vasodilatador que terá um impacto na melhora da ventilação do paciente. Portanto, ele veria sua função respiratória melhorada ou pelo menos não complicada para uma forma grave, não exigindo mecanismos de ventilação forçada ou invasiva ”, acrescentou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo