Emma Watson lidera projeto para renomear estações de metrô em Londres com nomes de mulheres

Por Brenno Quadros

A atriz Emma Watson, mais conhecida por ter vivido a personagem Hermione na saga Harry Potter, é uma das líderes de um projeto para reimaginar o icônico mapa do metrô de Londres.

Segundo o The Guardian, a ideia é criar um mapa alternativo da rede renomeando todas as suas 270 estações em homenagem às mulheres e pessoas não-binárias que moldaram a história da capital do Reino Unido.

As primeiras sugestões de nomes variam bastante: vão da enfermeira Mary Seacole e da cantora Amy Winehouse até escritoras como Zadie Smith, Jung Chang, Virginia Woolf e Mary Wollstonecraft.

“O projeto visa identificar mulheres notáveis e pessoas não-binárias que tiveram um impacto na história da cidade de alguma forma.”, afirmam as idealizadoras do projeto.

“Algumas dessas pessoas podem ser nomes familiares, outras podem ser heróis anônimos ou figuras das histórias ocultas de Londres. Os nomes podem ser extraídos das artes, da sociedade civil, dos negócios, da política, do esporte e assim por diante.”

Trabalhando em parceria com a Fundação WOW, o projeto planeja consultar historiadores, escritores, curadores, museus e bibliotecários sobre nomes em potencial, além de solicitar ao público que envie suas próprias ideias.

“Como afeta a nossa imaginação o fato de tantos lugares em tantas cidades terem nomes de homens e tão poucos nomes de mulheres? Por que tipo de paisagem nos movemos quando ruas, parques, estátuas e pontes têm gênero… E geralmente é só um gênero, e não o outro? Que tipo de silêncio surge em lugares que raramente falam de e para as mulheres?” – Perguntou a escritora estadunidense Rebecca Solnit, em 2019, que participou de um projeto semelhante para a cidade de Nova York.

O projeto será publicado pela Haymarket Books no próximo Dia Internacional da Mulher, no dia 8 de março de 2021.

Loading...
Revisa el siguiente artículo