Com medo de sujar banco de sangue, motorista de App manda grávida descer do carro

Por Metro Jornal

Uma mulher grávida de 13 semanas foi expulsa do carro de um motorista de aplicativo na última segunda-feira, na zona sul de São Paulo, e acabou perdendo a criança.

De acordo com Rita de Cássia Fernandes Franco, mãe de Daiany Franco, sua filha começou a ter hemorragia e chamaram um carro para levá-la ao hospital, mas durante o trajeto o motorista pediu que elas descessem porque temia que ela manchasse o banco de sangue.

Elas foram deixadas no km 9 da Via Anchieta e o resgate chamado demorou muito para chegar. Quem socorreu Daiany foi a Polícia Militar. Ela chegou desacordada ao hospital e foi salva graças à rapidez da equipe médica, mas o bebê não sobreviveu.

O motorista do aplicativo será identificado pela polícia e processado pela família por omissão de socorro.

Com informações do R7.

Loading...
Revisa el siguiente artículo