O inesperado sucesso dos banheiros públicos transparentes em Tóquio

Por Brenno Quadros

Mesmo antes da pandemia da COVID-19, a ideia de usar um banheiro público causava enorme desconforto: muitas vezes esses lugares são escuros, sujos e fedorentos. Até mesmo o simples fato de ver a fila de espera ao lado dos cubículos de um aeroporto ou parque já desanimava as pessoas de usá-los. E mesmo que o Japão seja um dos países com os padrões de higiene mais elevados do mundo, os banheiros públicos nunca tiveram uma boa reputação por lá.

Foi então, que o arquiteto Shigeru Ban teve uma ideia: torná-lo transparente. “No início é difícil imaginar como um banheiro público com paredes transparentes poderia ajudar a aliviar o desconforto, mas um projeto contra-intuitivo de um dos arquitetos mais inovadores do Japão visa fazer exatamente isso”, publicou a revista Forbes.

Os banheiros de Ban, ganhador do Prêmio Pritzker (conhecido como "O Nobel da arquitetura"), já podem ser usados em dois parques de Tóquio. E realmente são usados: quando uma pessoa trava a porta por dentro, as paredes ficam opacas. Mas antes de oferecer a privacidade necessária, os cubos translúcidos permitem que você veja se o lugar está vazio e limpo.

banheiros 3 Reprodução / Forbes

 

As obras de Ban fazem parte do projeto "Banheiros de Tóquio", que a fundação sem fins lucrativos Nippon lançou para renovar 17 banheiros públicos nos parques de Shibuya, uma das áreas comerciais mais movimentadas de Tóquio. Obras de outros arquitetos serão lançadas nas próximas semanas e o projeto será concluído progressivamente até a primavera de 2021.

Ban, de 63 anos, é famoso pelo uso que faz de materiais pouco comuns, como o papel reciclado. De museus a residências, ele criou edifícios renomados desde a abertura de seu estúdio, em 1985. Atualmente possui escritórios em Tóquio, Paris e Nova York. Seus projetos também incluem soluções para abrigar vítimas de desastres (parte da Rede de Arquitetos Voluntários, que criou em 1995). Recebeu, entre outros prêmios, a Ordem das Artes e das Letras, na França.

banheiro 2 Reprodução / infobae
Loading...
Revisa el siguiente artículo