Papa batiza gêmeas separadas em cirurgia de risco na Itália

Por Metro Jornal com Ansa

As gêmeas Ervina e Porfina, que viajaram com sua mãe da República Centro-Africana até a Itália para uma delicada cirurgia de separação, foram batizadas nesta segunda (10) por ninguém menos que o papa Francisco. A cerimônia foi compartilhada pela ex-ministra da Comunicação do país africano, Antoinette Montaigne, em suas redes sociais.

As irmãs, hoje com dois anos de idade eram ligadas entre si pelo crânio e a nuca, compartilhando parte dos sistemas nervoso e vascular. Foram necessárias três cirurgias distintas para separá-las, a última sendo feita em 5 de junho deste ano.

O processo cirúrgico foi considerado um dos mais complexos já realizados no mundo.

O tratamento de Ervina e Porfina foi feito no hospital Bambino Gesù, gerido pela própria Igreja Católica desde 1924. Elas chegaram ao local há dois anos, trazidas da RCA pela presidente da instituição, Mariella Enoc.

Loading...
Revisa el siguiente artículo