Atendente de lanchonete de fast-food é morto por que pedido demorou demais

Por Metro Jornal

Um rapaz de 22 anos foi baleado neste sábado no estacionamento de uma famosa rede de fast-food na Flórida pelo namorado de uma mulher que reclamou que seu pedido demorou muito tempo para ser entregue, nos EUA.

De acordo com uma testemunha, a fila de espera no drive-thru estava realmente grande naquele dia. Uma mulher que estava na fila saiu do carro e começou a reclamar do atraso e gritar que “o homem dela viria conversar com os atendentes".

Os funcionários do restaurante reembolsaram os US$ 40 (cerca de R$ 212) que ela havia gasto e pediram que se retirasse.  Ela saiu e voltou com um homem em um caminhão branco identificado como Kelvis Rodriguez-Tormes, 37 anos. Ele abordou Desmond Armond Joshua, 22, e começou uma briga no estacionamento, mas clientes que estavam no local separaram os dois. Kelvis foi ao caminhão, pegou uma arma e atirou na barriga do jovem, que morreu horas depois no hospital.

Joshua havia começado a trabalhar na lanchonete há somente alguns dias.

O caminhoneiro e sua namorada foram presos. Ele vai responder por homicídio em primeiro grau por arma de fogo, destruição de provas e porte de arma de fogo por pessoa com condenação criminal.

Com informações da News For Jax.

Loading...
Revisa el siguiente artículo