Presidente que defendia uso de vodca contra coronavírus é diagnosticado positivo

Por Metro Jornal

Famoso por defender o uso da vodca como prevenção contra o coronavírus, o presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, de 65 anos, foi diagnosticado positivo nesta terça-feira.

Ele defendia que 50 ml de vodca por dia seriam suficientes para evitar a contaminação por covid-19. Outra forma de proteção contra a doença, segundo ele, seria ir à sauna.

"Ninguém vai morrer de coronavírus no nosso país. Eu declaro isso publicamente", chegou a garantir o presidente.

Em seus discursos, Lukashenko também afastou a necessidade de promover isolamento social para conter a pandemia de coronavírus, como o adotado por diversos países da Europa, apesar do país já ter registrado 67 mil casos da doença e 538 mortes.

Com informações do jornal Extra.

Loading...
Revisa el siguiente artículo