Projeto 'Mães da Favela' ajuda 20 mil famílias com dinheiro, comida e produtos de limpeza

Por Rádio Bandeirantes

Cerca de 20 mil mães solos moradoras de comunidades em São Paulo, que perderam os seus empregos durante o isolamento social, têm recebido ajuda da Cufa (Central Única das Favelas) para que possam se manter neste período. As informações são do Lucas Jozino, da Rádio Bandeirantes.

Criado em abril, o projeto “Mães da Favela” auxilia essas mulheres com R$120, uma cesta básica e um kit de produtos de limpeza.

Para ser beneficiada, elas precisam, obrigatoriamente, comprovar uma renda inferior a um salário mínimo, morar em área de vulnerabilidade, ter um ou mais filhos menores de 18 anos e ser a única fonte de renda da família. Dependendo do caso, o benefício poderá ser estendido.

Marcivan Barreto, coordenador estadual da Cufa, diz que as doações são feitas por lideranças locais: “Alguns representantes visitam as casas das pessoas e checam os documentos, precisam se enquadrar no perfil para receberem o benefício”, explicou.

Elaine Santos perdeu o emprego no início de março e se tornou uma das beneficiarias do projeto. Ela mora em uma casa com apenas um cômodo, de 4 metros quadrados por 3, com uma beliche, cozinha acoplada e o banheiro, na favela de Heliópolis, diz que os filhos só comem por conta do programa social.

"Meus filhos só comem hoje por causa do Mães da Favela. É tudo o que eu tenho. Não gosto de pensar o que seria de mim e da minha família se não fosse essa ajuda", contou Elaine Santos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo