Estátua de ativista negra pode substituir permanentemente traficante de escravos em Bristol

Por Metro Jornal

O artista plástico Marc Quinn aproveitou o espaço deixado após a derrubada de uma estátua de simbologia racista na cidade de Bristol, na Inglaterra, para homenagear uma estudante e manifestante negra.

O pedestal anteriormente retratava o escravocrata britânico Edward Colston, que construiu sua fortuna no século XVII com o tráfico de negros escravizados da África. Sua estátua foi derrubada e jogada em um rio por manifestantes durante protesto antirracismo no dia 7 de junho. A ação foi filmada e o vídeo viralizou, incitando outras manifestações contra estátuas de figuras racistas pelo mundo.

A obra recebeu o nome de "A Surge of Power (Jen Reid), em tradução livre, "Um Rompante de Poder". Ela foi instalada sem permissão da Prefeitura de Bristol, e permaneceu ali por menos de 24 horas, posteriormente podendo ser vendida. Caso isto aconteça, todo o lucro será revertida a ONGs que lutam pela adição de temas da história negra nas grades curriculares de estudantes britânicos.

O prefeito da cidade, Marvin Rees, afirmou que entende a "provocação" da obra, mas reforçou que a peça que deverá ser colocada no lugar daquela do escravocrata Edward Colston deve ser escolhida pela população. A nova obra, inclusive, poderá ser a própria estátua da estudante britânica, se a "população quiser".

A estátua construída pelo artista Marc Quinn representa a estudante Jen Reid, que subiu no pedestal durante o protesto e fez um gesto de resistência e comemoração, comumente relacionado ao movimento Black Power (Poder Negro) nos Estados Unidos e também ao mais recente movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), que se disseminou pelo mundo.

View this post on Instagram

Today, Bristol resident Jen Reid and I have unveiled a new temporary, public installation, ‘A Surge of Power (Jen Reid) 2020’, on top of Edward Colston’s empty plinth in Bristol, England. This life-sized sculpture is based on an image I saw on Instagram of local resident Jen Reid standing on the vacant plinth with her fist raised in a Black Power salute, a spontaneous moment following a Black Lives Matter protest in June 2020. During the protest, a statue of 17th century slave trader Edward Colston was toppled from this spot. Cast in black resin, this new sculpture ‘A Surge of Power (Jen Reid) 2020’ takes its place – no formal consent has been sought for the installation. Read the full statement – link in bio. #blacklivesmatter #marcquinnart #5thplinth

A post shared by marcquinnart (@marcquinnart) on

A escultura foi feita com a permissão da estudante, que se uniu ao artista e lançou um manifesto explicando os motivos da instalação e a importância da atual discussão e luta contra o racismo em diversos níveis da estrutura social.


Vale - Branded content - julho/2020
Loading...
Revisa el siguiente artículo