Contra tédio da quarentena, idosos recriam capas icônicas da história da música

Por Metro Jornal

Na luta pela sanidade nestes tempos de isolamento social, a melhor arma tem sido a criatividade, e ela não tem faltado na Sydmar Lodge Care home, um lar para idosos no norte de Londres, que há quatro meses mantém as portas fechadas em quarentena total.

Para incentivar os idosos da casa a fazerem uma atividade diferente,  o coordenador Robert Speker resolveu fazer uma brincadeira que acabou tomando conta das redes sociais e se tornou viral. Eles resolveram recriara algumas das mais famosas capas de discos da história da música, usando o ‘casting’ interno.

Entre as imagens que foram recriadas, Martin Steinberg aparece em foto de costas, com calça jeans, camiseta branca e um boné preso no bolso de trás, parodiando o icônico álbum “Born in the USA”, de Bruce Springsteen, que nessa versão virou “Born in England”.

Nem a musa pop escapou. Em seu álbum chamado “Adele 21”, uma residente do lar aparece com a mesma expressão facial, mas o álbum chama-se “Vera 92”. Há ainda capas da Taylor Swift e até do grupo britânico Queen.

O trabalho recebeu grande apoio dos internautas, que pediram que as imagens virassem um calendário e sugeriram outras capas que deveriam se tornar parte do “acervo”.

Veja as capas:

Loading...
Revisa el siguiente artículo