Ex-padre teria gasto US$ 1 milhão da igreja em sexo sadomasoquista

Por Metro Jornal

O ex-padre Peter Miqueli, de 57 anos, foi encontrado morto em sua casa, em Nova Jersey, na última quinta-feira, de causa ainda não revelada.

Peter era acusado pelos paroquianos da igreja St. Frances de Chantal, em Nova York, de desviar dinheiro da igreja para pagar sessões de sexo sadomasoquista. Ele renunciou ao cargo na paróquia em dezembro de 2015.

De acordo com a acusação, Miqueli pagou US$  1 mil (cerca de R$ 5,3 mil) por sessão para o "mestre" Keith Crist, que faria o ex-padre de escravo sexual. Ao todo, mais de US$ 1 milhão (R$ 5,3 milhões) da igreja teria sido usado para essa finalidade, segundo a acusação.

LEIA MAIS:
Noiva morre em festa de casamento dos sonhos em palácio luxuoso

O ex-padre teria ainda, de acordo com a investigação, usado US$ 60 mil (R$ 320 mil) da paróquia para comprar drogas ilícitas e outro montante para comprar sua própria casa.

A Arquidiocese de Nova York disse não ter provas que confirmem o desvio de dinheiro.

Com informações o Daily Mail.

Loading...
Revisa el siguiente artículo