Mongólia fecha fronteiras com surto de peste negra

Por Metro Jornal

A Mongólia determinou o fechamento de suas fronteiras com a Rússia depois que autoridades de saúde do país anunciaram a morte de duas pessoas com sintomas de peste negra na cidade de Tsetseg, província ocidental de Khov, de acordo com o Centro Nacional de Doenças Zoonóticas do país.

Os dois mortos foram  contaminados após ingerirem carne crua de marmota contaminada e imediatamente começaram a sentir os sintomas. O consumo de carne de marmota, apesar de proibido no país por restrições sanitárias, é muito comum.

Mais de 150 pessoas próximas ao casal fizeram coleta de material em laboratório para teste da doença, mas o resultado ainda não foi anunciado.

A peste negra, que dizimou a população da Europa no século 14, é causada por uma bactéria chamada yersina pestis, que vive nos roedores, e pode ser transmitida por picadas de pulgas infectadas.

Os sintomas são inchaço nos gânglios linfáticos na virilha, axila e pescoço, febre alta e supurações (formação de pus).

Fonte: Daily Star

Loading...
Revisa el siguiente artículo