Morte misteriosa de centenas de elefantes preocupa cientistas

Por Metro Jornal

Cientistas do mundo todo tentam explicar a morte misteriosa de mais de 350 elefantes em Botsuana, na África, no que está sendo descrito como um dos maiores desastres ecológicos já registrados.

As primeiras mortes foram relatadas em maio, quando 169 elefantes caíram mortos em um curto período de tempo, todos próximos aos poços de água da região. Esse número quase dobrou em junho.

Moradores da região, no delta do Okavango, relataram que viram os animais andando em círculos, sugerindo problemas neurológicos.

LEIA MAIS:
Resiliência: contra a covid-19, máscara protetora com depósito de cerveja
Pandemia cancela o maior festival de swing da Europa

Nas primeiras análises, cientistas disseram que alguns animais parecem ter caído mortos de cara no chão, no que parece ter sido uma morte muito rápida por veneno ou algum patógeno.

O governo local informou que ainda não realizou testes nas carcaças dos animais em busca de alguma doença ou envenenamento – caçadores do Zimbábue já usaram cianeto para envenenar manadas e roubar o marfim.

Os cientistas enviaram um alerta para o governo para testar os animais com rapidez e garantir que seja o que for que matou os animais não represente risco à vida humana em um momento que todo o planeta enfrenta uma pandemia iniciada por um vírus comum em animais.

Com informações Daily Mail.

Loading...
Revisa el siguiente artículo