Mulher se diz “serva de Deus” e tenta espancar funcionário por sua orientação sexual

Por Metro Jornal

Um vídeo de uma mulher xingando e tentando bater em um funcionário de uma agência de turismo na cidade de Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, Mato Grosso, por conta de sua orientação sexual,  tomou conta das redes sociais e provocou a indignação dos internautas.

Nas imagens, gravada no domingo, é possível ver a mulher dizendo que é “serva de Deus” e ofendendo o funcionário com comentários homofóbicos  e palavrões por ele ser homossexual.

O homem a segura para evitar a agressão e tenta fugir para dentro de uma loja, mas ela o segue com uma barra de ferro na mão e começa a quebrar a loja e a ofendê-lo.

A confusão começou quando a mulher, de 42 anos, ultrapassou a linha de distanciamento social na agência e foi advertida pelo funcionário. Ela passou a xingá-lo e a tentar agredi-lo.

Descontrolada, ela também tentou agredir os policiais chamados para contê-la e disse que era parente de uma autoridade importante na região.

Presa, a mulher vai responder por crime de ameaça, dano, injúria mediante preconceito, lesão corporal e tráfico de influência.

Loading...
Revisa el siguiente artículo