Jovem adota animal selvagem pensando que era gato e só descobre engano três meses depois

Por Victória Bravo

Uma jovem de Tucumán, na Argentina, acabou cometendo um grande engano ao decidir "adotar" um animal que havia encontrado em uma situação bastante triste.

Ao caminhar por uma zona rural, Florencia ouviu um tipo de miado agudo e resolveu verificar de onde vinha o som, encontrando dois filhotes mamando em uma felina que estava morta em um buraco.

Imaginando que se tratava de gatos recém-nascidos, a jovem os levou para casa rapidamente. Infelizmente, apenas um deles sobreviveu e ganhou o nome de “Tito”.

ft Reprodução / Facebook

De acordo com o jornal La Vangardia, nos três primeiros meses o animal se comportou como qualquer gato, brincando bastante e interagindo com humanos sem sinais de comportamento selvagem. No entanto, a partir deste tempo, ela notou que a fisionomia de Tito começou a mudar e ele começou a crescer mais do que o normal.

Foi então que Florencia decidiu pedir ajuda a Fundação Argentina de Resgate Animal (FARA), onde constatou que havia adotado um jaguarundi, também conhecido como gato-mourisco, um tipo de puma que é o segundo maior da América e vive do México até a Argentina.

ft Florencia e a equipe de resgate. / Reprodução / Facebook

“Felizmente ela nos ligou e, de bom humor e coração, nos entregou o animal porque percebeu que não era adequado para sua casa. Nós o engaiolamos e o levamos ao veterinário que trabalha conosco”, disse o presidente da FARA, Hernán Rodríguez Salazar, ao Clarín.

ft Reprodução / Facebook

Graças ao fato de ter sido criado como um gato, o temperamento de Tito era muito calmo : "ele é brincalhão e domesticado", disse Rodíguez, que o transferiu para a Reserva Molco de Yerba Buena Horco para reintegrá-lo em seu habitat natural.

ft Reprodução / Facebook

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo