Cena de filme é apontada como gatilho para suicídio da atriz pornô August Ames

Por Victória Bravo

Mais de um ano depois da morte atriz pornô August Ames, cujo verdadeiro nome era Mercedes Grabowski, os produtores de um podcast  dizem ter a resposta sobre o que a levou ao suicídio e divulgaram ao  New York Post.

A jovem – que foi encontrada morta no dia 5 de dezembro de 2017 aos 23 anos, segundo as autoridades do estado da Califórnia, Estados Unidos – teria chegado ao limite após gravar uma cena pesada em seu último trabalho para indústria pornográfica.

No filme, o ator russo Markus Dupree, a força em diversos momentos e é agressivo de forma que, segundo os apresentadores do programa, "os espectadores podem ver literalmente o momento em que Ames decide deixar de viver".

View this post on Instagram

With my baby @autumnfallsx ❤️

A post shared by Алексей Маетный🇷🇺 (@themarkusdupree) on

Na época, a atriz sofria de depressão e havia se envolvido em uma polêmica sobre homofobia nas redes sociais, recebendo muitos ataques. No Twitter, ela havia escrito que a “maioria das garotas não grava com homens que tenham feito filme pornô gay, por segurança. Eu não coloco meu corpo em risco. Eu não sei o que eles fazem em suas vidas privadas”.

August deixou o marido Kevin Moore, que declarou: “Ela foi a pessoa mais amável que eu conheci e ela significava tudo para mim. Por favor, deixem que isso seja um assunto privado para a família nesse momento difícil”.

A morte da atriz foi uma das que abriu uma série de discussões sobre a saúde mental dos profissionais da indústria pornográfica, que em um período de três meses teve cinco perdas na época: Yuri Luv, August Ames, Olivia Nova, Shyla Stylez e Olivia Lua.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo