Ambulante procura mulher que pagou doces de R$ 2 com nota de R$ 100

Por Metro Jornal

A história de um vendedor vem dando o que falar na última semana. O ambulante Phellipe Guimarães, de 27 anos, está a procura de uma mulher que entregou, por engano, uma nota de R$ 100 para comprar dois saquinhos de doce que custavam R$ 2.

"Agora pouco, uma senhora comprou dois doces comigo e meu deu que parecia ser uma nota de R$ 2. Coloquei na bolsa, como sempre faço. Quando parei para contar meu dinheiro, fui ver que a nota não era de R$ 2 e sim uma nota de R$ 100 reias toda dobrada", escreveu o rapaz em publicação no Facebook.

Em seguida, ele descreve a compradora como uma senhora de cor branca, cabelos ruivos, com uma tatuagem de borboleta na mão e bolsa de onça. "Queria muito encontrá-la para devolver esse dinheiro, então conto com ajuda de vocês", pediu. Segundo ele, ela estava em um ônibus da linha 383 (Tiradentes x Realengo), no Rio de Janeiro.

Phellipe Guimarães Guimarães acabou usando o dinheiro em um momento de necessidade, mas já recuperou o valor para devolver à compradora / Reprodução/Facebook

Leia também:

Austin Butler é escolhido para interpretar Elvis Presley no cinema
Casarão colonial na Av. Paulista será transformado em fast food

Em entrevista ao jornal Extra, Guimarães contou que havia sido assaltado dois dias antes de receber a nota de R$ 100. Ele teria perdido o celular e R$ 420, que utilizaria para pagar a mensalidade da escola do filho. O jovem relata que, por necessidade, acabou usando o dinheiro, mas já conseguiu recuperar o valor para devolver, caso a compradora apareça.

"Meu pai me ensinou a ser honesto em todos os momentos e ocasiões da minha vida. Sempre tive valores do bem. Já recebi troco errado outras vezes e devolvi. É uma atitude que deveria ser considerada normal, de todos. Acho que falta empatia às pessoas", disse ao Extra.

A publicação de Guimarães já conta com mais de 5 mil compartilhamentos no Facebook. A dona do dinheiro, por enquanto, ainda não foi encontrada.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo