Turbulência súbita deixa 35 feridos; Passageiros 'voaram' e havia sangue por todas as partes

Por Victória Bravo

Um voo da Air Canada que ia de Vancouver a Sydney enfrentou uma terrível turbulência que causou pânico e terror entre tripulantes. No momento do ocorrido, o Boeing 777 havia decolado há duas horas e estava a mais de 10 mil metros de altura.

De acordo com o The Independent, a violência da turbulência "imprevista e súbita" arremessou passageiros contra o teto do avião e acabou deixando 35 pessoas feridas.

"De repente, o avião caiu e foi para o lado. Então as pessoas que não usavam o cinto de segurança voaram", disse Andrew Szucs, que alega não ter recebido nenhum aviso do comandante.

Segundo a Air Canada, "o voo AC33 enfrentou uma turbulência súbita e imprevista", o que levou a um pouso de emergência devido aos ferimentos. Um dos passageiros informou que "havia muito sangue por toda parte" após os momentos de desespero.

A empresa comunicou que todos os feridos foram "avaliados, tratados em hospitais e depois liberados" para descansar em hotéis enquanto não retornam a viagem.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo