Cientistas revivem cérebro de porco decapitado

Por Metro Jornal

Parece filme de terror, mas é verdade. Cientistas do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) fizeram um experimento com 200 cabeças de porcos que foram decapitados. As cabeça foram conectadas a uma máquina capaz de bombear sangue artificial rico em oxigênio. Resultado: os cérebros foram reanimados e voltaram a funcionar 4 horas após a morte, mesmo sem um corpo conectado. Eles foram mantidos vivos por 36 horas.

LEIA TAMBÉM:
Breaking Bad japonês: professor é preso por ensinar alunos a fazer ecstasy
Menino raspa cabeça dos irmãos mais novos com barbeador e viraliza; assista

Segundo o estudo, apesar de reanimado e funcionando, o cérebro não possuía mais a consciência, percepção e memória que o porco tinha antes da morte. Ou seja, ele não estava mais morto, mas também não estava vivo, como compreendemos a palavra, e sim em um estado intermediário.

Os cientistas acreditam que a descoberta pode abrir caminho para transplantes em humanos,  aprofundar estudos sobre o funcionamento do cérebro e, quem sabe, prolongar a vida.

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo