Tentou fugir do hospital com machado cravado nas costas

Por Metro Jornal

A enfermeira de plantão não acreditou quando o paciente identificado como Vladimir, de 34 anos, cruzou com ela pelo corredor do hospital apenas de cueca e com um machado cravado nas costas procurando a porta de saída, na cidade de Kazam, na Rússia.

Do lado de fora, a temperatura era de 10 graus abaixo de zero, mas o paciente não se intimidou. Queria sair de qualquer forma. Questionado pelas enfermeiras e pelo segurança, que havia acabado de ser acionado, Vladimir disse que precisava "ir atrás de um cigarro".

Ninguém entendeu como ele conseguiu caminhar, já que o machado estava cravado tão fundo nas suas costas que era possível ver apenas o cabo de fora. Ele foi operado e a ferramenta foi retirada, segundo o Metro Rússia.

Não foi divulgado se a machadada foi acidental ou criminosa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo