Participante de culto sexual morre após injetar silicone nos testículos

Por Metro Jornal

Um homem morreu após injetar silicone nos testículos como parte de um culto sexual. O australiano Jack Chapman, de 28 anos, também era conhecido como Tank Hafertepen e costumava publicar imagens de sua genitália de tamanho artificial.

O atestado de óbito de Chapman aponta uma Síndrome de Injeção de Silicone e complicações nos pulmões como causas da morte.

Leia também:
Jovem tatua bilhete da avó que está aprendendo a escrever
Homem sai do coma e vê a mãe pela primeira vez em 12 anos

Segundo o "Mirror", o rapaz fazia parte de um relacionamento homoerótico entre "mestre e servo" na comunidade gay de São Francisco (EUA), antes de se mudar para outro em Seattle. Um influente blogueiro chamado Dylan Hafertepen teria sido responsável por apresentar a manipulação corporal a Chapman.

Um contrato que determinada a submissão do participante a Dylan foi encontrado pela mãe da vítima, Linda Chapman. O documento determinava que o "servo" deveria cortar relações com qualquer pessoa que não fizesse parte do grupo, usar uma corrente no pescoço, entre outras atitudes.

Jack Chapman Reprodução
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo