As principais advertências de Padre Amorth, especialista em exorcismos que alega ter tratado mais de 70.000 possessões

Por Victória Bravo

Acaba de estrear na Netflix o documentário chamado "O Diabo e o Padre Amorth", que segue os passos do padre italiano Gabriele Amorth, um especialista em exorcismos, que alega ter tratado mais de 70.000 possessões.

Em setembro de 2016, o sacerdote faleceu, mas deixou livros publicados e algumas frases impactantes sobre sua experiência como exorcista.

Confira quatro principais “advertências” feitas por Padre Amorth:

  1. “Satanás está sempre ativo”

Em uma entrevista em junho de 2004, conduzida pelo vaticanista italiano Sandro Magister, Amorth falou sobre o satanismo e a ação do diabo na cultura de hoje.

“Em termos gerais, Satanás está sempre ativo. Ele é tentador desde o começo. Ele faz tudo para o homem pecar e cada vez que o mal é feito, ele fica para trás, deixando claro que é o homem que decide livremente suas ações. Mas há também uma ação extraordinária do maligno: e esta é a possessão diabólica”, disse na ocasião.

  1. “O mundo está sob o poder do diabo”

No livro, “O Último Exorcista", Amorth declarou: “O mundo está sob o poder do diabo. E com Satanás muitos de seus profetas. Pessoas que a Bíblia chama de falsos profetas. Falsos porque eles levam a mentira e não à verdade”.

  1. “Satanás ataca acima de tudo o Papa”

Também em “O Último Exorcista”, Amorth observou que “Satanás ataca o papa acima de tudo, seu ódio pelo sucessor de Pedro é feroz, eu o experimentei em meus exorcismos”.

“Depois do papa, Satanás ataca cardeais, bispos e todos os sacerdotes e religiosos, é normal que este seja o caso, padres e religiosos são chamados para uma dura luta espiritual.”

  1. “Invocar João Paulo II é eficaz contra o diabo”

Amorth disse à ACI Prensa que João Paulo II se tornou, nos últimos anos, “um poderoso intercessor na luta contra o diabo”.

“Eu perguntei ao demônio mais de uma vez: 'Por que você tem tanto medo de João Paulo II?' E eu tive duas respostas diferentes, ambas interessantes, a primeira, 'por que ele desarmou meus planos?' E eu acho que com isso refere-se à queda do comunismo na Rússia e na Europa Oriental, o colapso do comunismo.”

“Outra resposta que o diabo me deu foi porque ele pegou muitos jovens das minhas mãos. Há muitos jovens que, graças a João Paulo II, se converteram. Talvez alguns eram cristãos, mas não praticantes, depois com João Paulo II eles voltaram a praticar”, explicou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo